DIGITAL CAMERA Excelentíssimo Ministro do Esporte Aldo Rebelo

Conheço, desde o final do século passado, o seu empenho para melhorar o futebol brasileiro, dando-lhe transparência e valorizando a sua relevância para a cultura nacional.
Acompanhei, sob o seu comando, a CPI CBF/Nike. Na ocasião, o senhor desnudou as relações promíscuas entre a CBF e a empresa de material esportivo Nike.
Vi também, com entusiasmo, a sua indicação para substituir o então Ministro dos Esportes Orlando Silva, que, de forma injusta, teve que deixar a chefia da pasta.
Desde então procuro acompanhar, como cidadão brasileiro e apaixonado pelo esporte, o seu trabalho.
Vi, por exemplo, com admiração, a constituição da Secretária Nacional de Futebol e Direitos do Torcedor, órgão vinculado ao Ministério dos Esportes.
Mas o motivo do meu contato é para falar sobre futebol.
Recebi, com certa curiosidade, o lucro recorde que a FIFA teve, em suas receitas, no ano passado. Imagine na Copa Sr. Ministro?!
Antes, quero deixar nítido que sou favorável a realização do evento e defensor ferrenho. Afinal de contas, não é todo investimento feito que propicia o retorno financeiro equivalente a três-quatro vezes maior do que o investido.
Como bem diz uma propaganda, o futebol está de volta para casa.
Contudo, quero saber o que o nosso futebol irá ganhar com a Copa do Mundo?
Não falo da Seleção Brasileira, forte candidata ao hexa em qualquer país, imagine jogando no Brasil?!
Falo dos clubes, dos jogadores, dos torcedores e de todos os envolvidos, direta e indiretamente, na maior paixão nacional.
Pois é Sr. Ministro, confesso que não percebo, até o momento, nenhuma preocupação com o futuro do nosso futebol.
Tenho visto o nosso futebol paquerando a falência. Digo falência financeira, cultural, esportiva e lúdica. Estatísticas, balancetes financeiros, segurança dentro e fora dos estádios, borderôs, dirigentes, arbitragem, calendário, enfim, para onde direciono o meu olhar percebo um futuro mais tenebroso do que esperançoso.
As duas únicas coisas que sobressaem a essa realidade são: os novos estádios (já tive a satisfação de ir ao Maracanã e à Fonte Nova) e a organização dos jogadores através do Bom Senso Futebol Clube.
Por isso, como cresci indo ao estádio, como consumidor do produto ‘futebol’, como torcedor do Botafogo, como apaixonado pelo futebol, como filho de locutor de jogos de futebol, como jogador de pelada nos “campos de várzea”, quero compartilhar algumas ideias com o senhor visando melhorar o futebol brasileiro.

1- Instituir o flair-play financeiro. Todo o jogador profissional é um trabalhador e precisa receber seus salários no dia certo;
2- Garantir 30 dias de férias para todos os jogadores;
3- Garantir uma pré-temporada de 30 dias para todos os times;
4- Garantir uma inter-temporada de 15 dias (no meio do ano), onde o clube poderá usar para fazer intercâmbio no exterior e/ou preparar mais a equipe;
5- Remodelar as divisões do futebol brasileiro. Proponho a existência de cinco divisões, todas com ascenso e descenso. As quatro primeiras divisões devem ter 20 clubes;
6- Que o principal campeonato seja o Brasileirão, tendo o seu início em fevereiro e término em novembro. Jogos apenas nos finais de semana. Esse calendário servirá para a primeira, segunda, terceira e quarta divisão;
7- Criação da 5º divisão, agregando entre 40 e 60 times de todo o país. Estes times serão divididos em regiões, a exemplo do que ocorre com as ligas norte-americanas;
8- Que a Copa do Brasil ocorra a partir do segundo quadrimestre de cada ano e termine no mês de novembro, mantendo a atual estrutura e com jogos no meio da semana;
9- Que não ocorra jogos na denominada ‘data FIFA’;
10- Que o critério para a ocupar as vagas brasileiras na Copa Libertadores tenha como pré-requisito a classificação do Campeonato Brasileiro do ano anterior;
11- Que o critério para ocupar as vagas brasileiras na Copa Sulamericana seja a atual, mas reduzindo para seis equipes. O campeão da Copa do Brasil, do ano anterior, irá diretamente para a fase internacional da Sulamericana;
12- Adequar os campeonatos estaduais a essa nova realidade, desde que estes torneios comecem após a pré-temporada e terminem no fim do primeiro quadrimestre. Cada federação terá liberdade para instituir o formato do torneio e o critério para participar da Copa do Brasil;
13- Instituir a Taça Brasil. Confronto de um jogo e em estádio previamente definido, que reúna o campeão Brasileiro e o da Copa do Brasil do mesmo ano. Essa partida fechará o calendário anual do futebol brasileiro;
14- Licitação para a aquisição dos direitos de transmissão e imagem do Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Taça Brasil;
15- Realização do Censo do Futebol Brasileiro periodicamente. O objetivo é medir o tamanho real das torcidas e o perfil do torcedor brasileiro. O IBGE ficará responsável para executar esta pesquisa;
16- Exigir que todo clube ou federação de futebol que receber dinheiro público e/ou de empresa estatal, torne público o seu balancete financeiro anual;
17- Auditoria nas dívidas dos clubes com a União;
18- Renegociação das dívidas dos clubes com a União, estendendo o prazo de pagamento e/ou exigindo contrapartidas em projetos esportivos e/ou sociais;
19- Após anos em vigor, talvez seja o momento de avaliar o impacto da Lei Pelé no futebol brasileiro, especialmente no que refere ao passe dos jogadores profissionais;
20- Limitar o mandato dos presidentes dos clubes para, no máximo, dois mandatos seguidos de 3 anos cada.

Enfim Ministro, são só algumas ideias. Umas “originais”, outras não.
Por fim, sucesso ao senhor e a todos que compõe o Ministério dos Esportes.
Não vejo a hora de começar logo a Copa do Mundo. Estou confiante no hexa, mas principalmente na capacidade de o brasileiro de realizar grandes eventos.
Abraços.

Anúncios

2 comentários em “Uma carta para Aldo Rebelo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s